16 de mai de 2017

Nanã Buruquê; Teogonia de Umbanda - Por: Rubens Saraceni

Olorum, na sua criação, criou sua qualidade maleável e decantadora, ativando-a contra todos os conceitos errôneos, tirando deles suas "estabilidades" para, a seguir, decantá-los e enterrá-los no lado da ignorância humana a cerca das coisas divinas. Esta sua qualidade dual é Nanã Buruquê.



Nanã Buruquê é dual porque manifesta duas qualidades ao mesmo tempo. Uma vai dando maleabilidade, desfazendo o que está paralisado ou petrificando, outra vai decantando tudo e todos dos seus vícios, desequilíbrios ou negativismos.

Nanã Buruquê é unigenita, pois foi gerada nessa qualidade dual do Divino Criador que a tornou sua qualidade, aquela que desfaz os excessos e decanta ou enterra os vícios.

Nanã Buruquê, por ser essa qualidade em si, também a gera de si, multiplicando-se nos seus tronos intermediários e repetindo-se na qualidade divina que lhes transmite pela sua hereditariedade divina.

Ela forma com Obaluaê um par natural, e são os Orixás responsáveis pela evolução dos seres.

Se Obaluaê é estabilidade e evolução, Nanã Buruquê é maleabilidade e decantação, pois ela é um Orixá água-terra que polariza com ele, dando origem a irradiação da evolução.

Nanã Buruquê é cósmica, dual e atua por atração magnética sobre os seres, cuja evolução está paralisada e o emocional está desequilibrado.

Então ela faz com que a evolução do ser seja retomada, decantando de todo negativismo, afixando no seu "barro" e deixando-o pronto para atuação de Obaluaê, que o remodelará, o estabilizará e o colocará novamente em movimento ou numa nova senda evolutiva.

Por essa sua qualidade, ela é a divindade ou o mistério de Deus que atua sobre o espírito que vai reencarnar, pois ela decanta todos os seus sentimentos, mágoas e conceitos, dilui todos os acúmulos energéticos e o adormece em sua memória para que Obaluaê reduza-o ao tamanho do feto no útero da mãe, que o reconduzirá a luz da carne, onde não se lembrará de nada do que já vivenciou. É por isso que Nanã é associada a senilidade, a velhice, que é quando a pessoa começa a se esquecer de muitas coisas que vivenciou na sua vida carnal.

Portanto, um dos campos de atuação de Nanã é a "memória" dos seres. E, se Oxóssi aguça o raciocínio, ela adormece os conhecimentos do espírito para que eles não interfiram no destino traçado para toda uma encarnação.

Em outra linha da vida, ela é encontrada na menopausa. No início desta linha está Oxum, estimulando a sexualidade feminina; no meio está Yemanjá, estimulando a maternidade; e no fim está Nanã, paralisando tanto a sexualidade quanto a geração de filhos.

Observem que tudo isso acontece com a maioria dos espíritos sem que tenham consciência de que isso está acontecendo, porque como qualidade de Deus, Nanã Buruquê, Obaluaê e todos os demais Orixás realizam o que tem de realizar sem que saibamos que ou como estão atuando sobre nós, sempre visando ao nosso bem/estar e a nossa evolução contínua.

LEIA TAMBÉM "CARACTERÍSTICAS DOS FILHOS DE NANÃ"

[Texto extraído do livro: Doutrina e Teologia de Umbanda Sagrada; pág 168/169]
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário