Pesquisa

22 de dez de 2016

A História do "Pai Nosso", Oração que Ultrapassa Milênios


Uma das práticas espirituais mais comuns do Ocidente consiste em rezar um Pai Nosso. É uma oração antiga, que passou por diversas adaptações dentro da igreja católica, porém ela tem uma origem antiga datada em séculos antes de Cristo. 

Conforme os estudos feitos por especialistas em genealogia linguística e teológica, o Pai Nosso tem origem na Alta Mesopotâmia e era escrito escrito e orado em Aramaico (língua usada pelos povos da região): 

“ Abwun d’bwashmaya
Nethgadash shmakin
“Teytey malkuthakh
Nehwey tzevyanach, aykanna d’bwashmaya aph b’arha.
Hawvlan lachma d’sunqanan Yaomana.
Washboqlan khaubayn ( wakhtahayn) aykana daph khnan shbwoqan l’khay yabayn.
Wela tahlan I’nesyuna
Ela patzan min bisha
Metol dilakhie malkutha wahayla wateshbukhta
I’ahlam almin.
Ameyn”

A palavra “Aramaico” vem de “Aram” (bíblico), filho de Shem e neto de Noé. Aram era (nas crenças da época) o pai da antiga civilização – pós dilúvio – dos “Arameanos”, que segundo os historiadores, ficavam na região da Síria e da Mesopotâmia. Além de idioma, o Aramaico era também um adjetivo que descrevia alguém ou algo relacionado a Aram e sua civilização. 

Alguns estudiosos afirmam que no Aramaico está a origem dos idiomas Hebraico e Árabe. Muitas escrituras sagradas, assim como orações e invocações dos povos antigos do Oriente, foram originalmente escritas em Aramaico, tais como o Velho Testamento (Bíblia Hebraica) e o Talmud (livro sagrado dos judeus). 

O idioma de Jesus também era o Aramaico. E foi nessa língua que ele ensinou o "Pai Nosso” aos seus seguidores. Esse “Pai Nosso” era diferente do que conhecemos hoje, traduzido do Aramaico para o Português atual (sem interferência da igreja) ficaria dessa forma: 

“ Pai-Mãe, respiração da vida, Fonte do som,
Ação sem palavras, Criador do Cosmos !
Faça sua Luz brilhar dentro de nós, entre nós e fora de nós para que possamos torná-la útil.
Ajude-nos a seguir nosso caminho, respirando apenas o sentimento que emana do Senhor...
Nosso EU, no mesmo passo, possa estar com o Seu,
Para que caminhemos como Reis e Rainhas com todas as outras criaturas.
Que o Seu e o nosso desejo, sejam um só, em toda a Luz, assim como em todas as formas, em toda existência individual, assim como em todas as comunidades...
Faça-nos sentir a alma da Terra dentro de nós, pois, assim, sentiremos a Sabedoria que existe em tudo.
Não permita que a superficialidade e a aparência das coisas do mundo nos iluda e nos liberte de tudo aquilo que impede nosso crescimento...
Não nos deixe ser tomados pelo esquecimento de que o senhor é o Poder e a Glória do mundo, a Canção que se renova de tempos em tempos e que a tudo embeleza.
Possa o seu amor ser o solo onde crescem nossas ações.
Que assim seja”

Ela está escrita em Aramaico, numa pedra branca de mármore, em Jerusalém/Palestina, no Monte das Oliveiras, na forma que era invocada pelo Mestre Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário